sábado, 31 de outubro de 2015

Michael J Fox e a Princesa Diana

O ano era 1989 e estava tudo pronto para a solenidade de estreia de "De volta para o Futuro II". O sucesso de bilheteria do primeiro filme tornou possível a produção desse segundo filme, onde os protagonistas fazem uma viagem de trinta anos  para o futuro, com uma série de efeitos especiais da mais alta tecnologia na época. Os trailers previamente exibidos nas salas de cinema deixaram os espectadores especialmente entusiasmados com as cenas do tubarão virtual e dos pequenos relances do cenário imaginado para o ano de 2015. Numa época em que praticamente não existia internet nem pirataria, o mundo inteiro aguardava a estreia daquele filme, que tinha tudo para repetir ou mesmo superar o sucesso do primeiro.

Para Michael J Fox e os demais atores, diretores e produtores, aquela noite reservava uma honraria adicional: entre os convidados especiais para a cerimônia de estreia estariam os membros da Família Real da Inglaterra nas pessoas da Princesa Diana e do Príncipe Charles. Como a presença e participação da Realeza num evento como esses exige uma série de protocolos especiais, primeiramente os atores e demais personalidades receberam as orientações da equipe de apoio sobre as normas de conduta e comportamento na presença da Família Real.

"Não é permitido se dirigir diretamente a um membro da Família Real, a não ser que esse membro se dirija primeiramente a você; Não é permitido virar as costas para nenhum membro da Família Real". Michael ouviu atentamente a todas as normas de conduta e estava determinado a segui-las corretamente. Naquele momento de sua vida profissional, não estava disposto a pôr tudo o que havia sido conquistado com tanto trabalho e sacrifício à toa, por cometer uma gafe com a Família Real num evento tão importante como aquela estreia.

No hall da sala de cinema, os atores e produtores aguardavam a chegada da Família Real enquanto ouviam, pela última vez, as normas de conduta sendo repetidas novamente pela equipe de apoio. A Realeza então entrou no hall e tanto o Príncipe Charles como a Princesa Diana se dirigiram aos atores e produtores e os cumprimentaram individualmente. Michael sentiu-se momentaneamente aliviado por conseguir vencer aquela prova de etiqueta impecavelmente e, junto com o grupo, partiu para a sala onde o filme finalmente seria exibido.

Michael tomou seu assento e ficou aguardando o início do filme. Olhou para o lado direito e, percebendo que o assento estava vazio, por um instante parou para imaginar quem poderia sentar-se ao seu lado. Poucos instantes depois, eis que se senta naquele assento ninguém menos que a Princesa Diana. Inicialmente, Michael sentiu-se feliz com tamanha honra e, em alguns momentos, ficou tentado a simular um bocejo falso para esticar o braço e abraçá-la... Mas essa tentação ficou resumida a seus pensamentos. Porém, minutos após as luzes se apagarem para o início do filme, algo aconteceu que o preocupou bastante.

Sentiu necessidade de levantar-se para ir ao banheiro. Isso não seria um problema caso a Realeza não estivesse ao seu lado. Mas, tendo em vista tantas normas de comportamento e conduta a seguir, viu-se em apuros: Não poderia dirigir-se diretamente à Princesa e pedir licença para passar por sua frente para ir ao banheiro, pois a Princesa estava distraída assistindo ao filme e não havia lhe dirigido a palavra. Tampouco poderia seguir pelo outro lado, pois não poderia virar as costas para ela, a não ser que seguisse no estilo "moon walk", o que poderia causar ainda mais transtornos para alguém que não queria pôr tudo a perder.

Estando aprisionado por todos os lados, tomou a decisão mais dolorosa, porém mais segura: permaneceu sentado durante todo o filme. Sentiu fortes dores físicas por ter que prender sua necessidade fisiológica. Mas, terminado o filme, o evento de estreia e, claro, depois de finalmente ser possível seguir para o banheiro sem cometer uma gafe com a Família Real e aliviar sua tensão e suas dores, Michael pôde sair do evento com a sensação de missão cumprida. Uma missão que se tornou dolorosa, mas foi cumprida sem gafes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário