sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Letícia e os desenhos animados

- Vamos ver um desenho, Letícia?

- Não!

Com a negativa de Letícia, de dois anos de idade, decidi repetir a pergunta de uma maneira mais específica:

- Vamos ver a Galinha Pintadinha?

- Eeeeeeh, Galinha Pintadinha!!! - disse Letícia em grande animação enquanto saía do quarto para a sala, onde rapidamente subiu, sentou-se no sofá de frente para a TV e ficou aguardando que a Tia ligasse o aparelho, onde ela havia deduzido que apareceria a Galinha Pintadinha.

- Não Letícia, vamos ver a Galinha Pintadinha no celular da Tia!

Sentei-me na poltrona-de-balanço da minha mãe (em outra postagem eu contarei sobre um ocorrido com esse móvel, aguarde!), coloquei a almofadinha branca de crochê na altura certa para apoiar a cabeça da Letícia, que se sentou no meu colo e ali ficou bem acomodada esperando a sessão de desenhos da Galinha Pintadinha que estava para começar a ser exibida no celular que eu segurava com a mão esquerda, apoiada no braço da poltrona-de-balanço.

Cliquei no ícone do Youtube, digitei "galinha pintadinha" no campo de pesquisa, apareceram vários vídeos disponíveis e Letícia já foi botando seu dedinho indicador direito para escolher o ícone do desenho que ela gostaria de ver naquele momento. Começou então a exibição do primeiro vídeo, com a música:

Borboletinha tá na cozinha.
Fazendo chocolate para a madrinha.
Poti, poti. Perna de pau.
Olho de vidro. E nariz de pica-pau
Pau-pau!

- Não! - mal acabou a primeira repetição da música, Letícia já pediu para mudar o vídeo. Então cliquei para retornar à tela das opções para ela selecionar com o seu dedinho sabido.

- Lobo mau! Lobo mau! - Ao identificar o vídeo dos "Três Porquinhos", Letícia clicou para assistir o personagem que lhe veio à lembrança.

Quando o vídeo começou, ela começou a uivar como o lobo mau: "Auuuuuuuh, auuuuuh!". E eu, uma Tia participativa que gosta de uma boa brincadeira, comecei a uivar junto com ela: "Auuuuuuuuh, auuuuuh!". Foi então que Letícia parou de uivar, inclinou sua cabecinha, desviando o olhar do celular para ver o que a Tia estava aprontando. Continuei os uivos: "Auuuuh, auuuuuuuuuuh! Auuuuuuuuuuuuuh!"

- Não, Tia! Só eu! - Letícia brecou a minha participação no jogo da imitação do Lobo Mau, pois preferia brincar sozinha.

- Sim, senhora! - respondi e calei-me.

Continuamos a ver os desenhos escolhidos por ela até que, minutos depois, minha irmã notou que Letícia já não estava mais a assistir o desenho da "Chapeuzinho Vermelho" que passava, pois já havia caído no sono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário